• Sage

Dicas para pequenos empreendedores



Durante o isolamento social, como forma de combate ao COVID-19, muitas pessoas foram afetadas por essa medida, dentre elas os microempreendedores individuais (MEI). Com o fechamento de estabelecimentos e comércios, os MEI devem procurar outros modos de manterem seus negócios, sempre levando em conta o combate à doença, já que os clientes evitam ir ao comércio, mas ainda existe a necessidade de consumo. Dessa forma, é crucial encontrar outros meios para atendê-los para continuar faturando e mantendo os pagamentos e obrigações em dia.

A seguir, serão destacadas algumas dicas que os ajudarão na implementação de estratégias para manter seus negócios:


Ajustar produção e fazer planejamento

O cenário de queda de procura é muito provável, então o pequeno empresário deve ajustar sua produção para atender a demanda e não haver desperdícios.


Revisão de contratos com fornecedores

O contrato que se tornar desproporcional entre o contratante e o contratado poderá ser revisado, evitando que o cumprimento do contrato seja demasiadamente prejudicial para a pequena empresa e injustamente vantajosa para o fornecedor/credor


Empregados

Estabelecer o sistema de home office, dar férias aos funcionários, usar o banco de horas e ou até mesmo dispensá-los, caso seja de extrema necessidade, são algumas medidas que as empresas podem adotar em relação a seus empregados.

Bancos

A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) anunciou que os cinco maiores bancos (Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú Unibanco e Santander) irão prorrogar, por 60 dias, os vencimentos de dívidas de seus clientes pessoas físicas e micro e pequenas empresas. Isso não se estende às dívidas no cartão de crédito e cheque especial nem inclui boletos de consumo (água, luz, telefone) e tributos.


Pagamento de tributos

O governo federal anunciou algumas medidas para amenizar a crise econômica causada pelo coronavírus, entre elas a postergação do vencimento dos tributos federais relativos ao Simples Nacional. O acerto referente aos meses de março, abril e maio deste ano ficou postergado para outubro, novembro e dezembro, respectivamente. O pagamento do FGTS, vencido em abril, maio e junho também será prorrogado, conforme regulamentação da MP 927/2020. Ou seja: o FGTS poderá não ser pago no mês de vencimento e parcelado em até seis vezes, com vencimentos a partir de julho próximo.


Aporte do Governo Federal e governo de SP

No Brasil, o governo federal lançou dois pacotes de apoio às empresas pequenas. Em março, a expansão em R$ 5 bilhões dos recursos destinados à linha de financiamento BNDES Crédito Pequenas Empresas, com o respectivo aumento do limite financiável para R$ 70 milhões. Em abril, iniciou-se o Programa Emergencial de Suporte a Empregos (Pese), um crédito emergencial de R$ 40 bilhões para financiar dois meses de folha de pagamentos de pequenas e médias empresas.

O governo de São Paulo e o Sebrae-SP anunciaram a liberação de mais R$ 150 milhões para auxiliar os microempreendedores individuais (MEI) no enfrentamento à pandemia do coronavírus. São R$ 100 milhões do Banco do Povo e R$ 50 milhões do Sebrae-SP, por meio do programa Empreenda Rápido.


Planeje com seus funcionários formas alternativas de venda

Estabeleça linha direta com os seus funcionários, atualize-os sobre como será o funcionamento do seu negócio, horários, questões de segurança, a nova estratégia de atendimento. Os seus funcionários precisarão adotar novas formas de trabalhar, mas só poderão fazê-lo caso tenham informações claras e consistentes de você, dono do negócio.


Comunique seus clientes

Envie mensagem aos seus clientes, comunicando a sua nova estratégia e como irá atendê-los durante este período.


Se aproxime de seus clientes

Reveja o seu modelo de negócios, a sua forma de entregar produtos, agregue serviço, agregue valor. Exemplo: se você tem uma loja física, um pequeno varejo, inove, ofereça serviços aos seus clientes em casa. Você tem o contato do seu cliente? Envie mensagens ofertando serviços especiais como amostra e entrega em domicílio de produtos.

Entregue em domicílio

Você poderá utilizar serviços de motoboy para entrega dos seus produtos ou até mesmo mobilizar a sua equipe local para fazê-la – cada loja tem seu raio (área) de atuação. Verifique se é possível que a sua equipe faça a entrega do produto na casa do cliente.

Divulgue no digital

Reforce a divulgação dos seus produtos em seus canais online, faça ofertas especiais com entregas em domicílio pelas equipes de vendas locais ou serviço de entrega - motoboy




Garanta a segurança e conquiste a confiança dos clientes

Se você tem um pequeno varejo de rua, envie mensagem ao seu cliente falando dos cuidados que você está tendo em seu negócio, uso de detergentes na limpeza várias vezes ao dia, funcionários atendendo com uso de máscaras, a possibilidade de disponibilizar máscara para o cliente, o cliente poder marcar hora para ter atendimento exclusivo, evitando muitas pessoas no mesmo horário. Se você tem um serviço, faça a entrega do serviço um a um tomando cuidado com as recomendações de higiene e prevenção.


Crie uma força tarefa no digital

Se você é um varejista de roupas/acessórios e beleza, por exemplo, oriente seus funcionários a agirem como “consultores” da sua marca/empresa no ambiente online, eles se tornarão influenciadores da sua marca nos ambientes digitais (Facebook, Instagram, WhatsApp) , eles irão impulsionar suas vendas online e offline além de poderem até fazer a entrega, dependendo do raio de ação de cada negócio.

Inove rapidamente em torno de novas necessidades e hábitos de consumo

Além de rever seu portfólio de produtos/serviços, as novas necessidades dos clientes criam oportunidades de inovação para os seus negócios. Não fique focado em ações defensivas, aproveite este momento para inovar ousadamente em torno de oportunidades emergentes. Fique de olho nos sinais que o seu consumidor dará.


Planeje a sua atuação para o fim da crise

As previsões estão na linha de que os impactos da pandemia nos negócios não devem ultrapassar 4 meses. Use este tempo de pausa para rever seu negócio e planejar o futuro dele, em vez de reduzir o número de funcionários, incentive-os usar seu tempo para atualizar informações sobre os clientes, perfil, preferencias, sistemas internos, aprimorar habilidades e criar novos produtos e serviços para estarem melhor preparados para a eventual recuperação, pois o planejamento de recuperação precisa começar enquanto você ainda está reagindo à crise. Observe, algumas mudanças de comportamento e consumo provavelmente persistirão além da crise e muitos setores ressurgirão para novas realidades de mercado. É cedo para dizer com certeza quais novos hábitos surgirão e quais permanecerão no longo prazo, mas teremos aumento de consumo online de produtos e serviços alimentares, de vestuário, beleza e saúde, home office entre outros. Sabemos que existem diferentes velocidades de recuperação para cada país e setor econômico, isto exigirá de cada uma estratégia local distinta e focada no perfil do seu público.


Ainda não há uma previsão correta de quando o isolamento social acabará, portanto, quanto mais rápido os microempreendedores se adaptarem às novas formas de trabalho, utilizando as diversas ferramentas para contatar seus clientes, vender e faturar, mais rápido conseguirão reunir forças para se manterem durante o combate ao COVID-19 e, futuramente, à provável crise econômica que se instalará. Seguindo as dicas e se informando constantemente, é possível passar por isso sem fechar as portas. Ainda não há uma previsão correta de quando o isolamento social acabará, portanto, quanto mais rápido os microempreendedores se adaptarem às novas formas de trabalho, utilizando as diversas ferramentas para contatar seus clientes, vender e faturar, mais rápido conseguirão reunir forças para se manterem durante o combate ao COVID-19 e, futuramente, à provável crise econômica que se instalará. Seguindo as dicas e se informando constantemente, é possível passar por isso sem fechar as portas.



0 visualização

Quem somos?

Contato

(14) 3414-9629

Av. Higino Muzi Filho, 737 - Mirante, Sala 20, Marília - SP

  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social